Passar para o Conteúdo Principal

Chaves Património

pesquisar
 

8 de julho de 1912

O 8 de julho de 1912 - Feriado Municipal - a história

A 8 de Julho de 1912, a cidade de Chaves foi palco de uma das mais importantes batalhas pela consolidação da República e derrota definitiva da Monarquia.

Comandadas pelo capitão Henrique Mitchell Paiva Couceiro (1861-1944), ex-Governador de Angola, as tropas monárquicas fariam uma tentativa para cercar e tomar Chaves e a partir daqui espalhar a revolta em todo o norte e derrotar a República e instaurar de novo a monarquia. Só que os valorosos combatentes desta praça comandados pelo major Ribeiro de Carvalho e pelo capitão Tito Lívio Barreira, frustram os planos de Paiva Couceiro e arrasam de vez os planos dos monárquicos.

“O 8 de Julho de 1912, não teve só reflexos a nível local, mas, como se disse, percorreu todo o País, tal foi o seu impacto. Foi a força necessária para a consolidação dum regime político, pondo fim ao monárquico que durou cerca de oito séculos.” (João Baptista Martins - O 8 de Julho de 1912 em Chaves).

O 8 de Julho de 1912, reclama de todos a glória para os vencedores e o respeito para os vencidos, num gesto democrático repleto de heroísmo por quem se bateu patrioticamente pelo seu ideal de regime.