Passar para o Conteúdo Principal

Chaves Património

pesquisar
 

Barragem Romana da Abobeleira

Património de Interesse Público
Abobeleira4 1 980 2500

IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 26-A/92, DR, 1.ª série-B, n.º 126 de 01 junho 1992

Classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1992, a "Barragem romana de Abobeleira" foi construída na embocadura da ribeira de Sanjurge, no termo de Abobeleira, nas proximidades da cidade de Chaves. Originariamente os muros da barragem teriam na base 5 metros de largura, atingindo cerca de 20 metros de altura.

A albufeira definida por esta barragem era muito grande, podendo-se ter estendido até à povoação de Sanjurge e a Outeiro Machado. Julgasse que este reservatório serviu para abastecer de água potável a cidade romana de Aquae Flaviae.

A barragem é constituída por um dique de contenção das águas com uma altura de 17 m. e um vão de 90 m. A estrutura do dique, com uma largura total de 7,2 m, é composta por quatro muros paralelos, com uma espessura de 60 cm, construídos com blocos graníticos em "opus incertum" e ligados por "opus caementicium", em dupla face, sendo o alicerce assente sobre entalhes efectuados no afloramento. Os muros dispostos radialmente a partir do topo da encosta, são travados internamente por contrafortes, igualmente construídos com blocos graníticos, estando o espaço entre estes, que varia entre 1,4 e 2 m, preenchido com terra compactada e argila. Do lado da albufeira o talude que recobre o alicerce do paramento interno do dique está reforçado com uma camada de argila, talvez no sentido de impermeabilizar essa zona. Em relação ao seu escoamento não foi detectado o canal de descarga, embora o transporte da água fosse efectuado por um aqueduto, do qual só se conserva um pequeno tramo inicial cavado no afloramento.

Lugar da Abobeleira